Sexta-feira, 22 de Setembro de 2006

As Almas

As Almas

 

Voa a Alma do eterno sonhador

Voa a Alma de todo o que parte

E quer pela morte quer pela arte

As Almas voam qual planador

 

Voa a Alma do ser apaixonado

Voa a Alma de quem deixa a vida

E quer pela paixão ou pela partida

As Almas voam para qualquer lado

 

Ficam as “cascas” que as embrulham

Enquanto fluidas buscam Paraísos

Onde Amores são menos imprecisos

 

E neles Amam, zelam e flutuam

Por isso as Almas nunca destruam

E respeitem seus cursos e avisos.

 

22 de Setembro de 2006

sinto-me: Pensativo
publicado por Paulo César às 15:27
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | favorito
|
1 comentário:
De Azoriana a 22 de Setembro de 2006 às 17:01
Este poema faz-me pensar... Saberá porquê.

Ah sim? Pois escreve aqui

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O GUARDA-CHUVA MÁGICO

. Noite II

. BOAS NOTÍCIAS

. Terra Soalheira - CONVITE...

. O MEU ADEUS A ARMANDO SEV...

. EM LISBOA SOU FELIZ!!!

. Aprendendo com a Vida

. Manhã de Outono

. Alegria

. OBRIGADO A QUEM?

.arquivos

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

.Os Meus Queridos Amigos

blogs SAPO

.subscrever feeds