Terça-feira, 27 de Dezembro de 2005

Ardes-me no meu peito


psyche.jpg




 (Imagem recolhida na Internet)


Ardes-me no peito


 


Ardes-me no meu peito amor


Num injustificado medo de te perder


E antecipadamente ando a sofrer


Uma até agora desconhecida dor


 


Sei que me perdendo te vou perder


Sei que morrendo me vou despedir


E vai-se a minha vontade de sorrir


Num inevitável que irá acontecer


 


Porque na vida tudo tem um fim


E hoje deu-me para nisso pensar


O nosso amor um dia vai acabar


 


E ardes-me no peito hoje assim


Bem nas entranhas dentro de mim


Num injustificado medo de um finar.


 


Poema escrito a 27 de Dezembro de 2005

publicado por Paulo César às 10:37
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | favorito
|
4 comentários:
De Cobarde a 27 de Dezembro de 2005 às 21:42
Que importa se o amor um dia morre?
Importa sim,que ele agora existe e há que vivê-lo na plenitude da paixão.
Maninho:-) deixo-te um beijinho:-)kaldinhas
(http://kaldinhas.blogs.sapo.pt/)
(mailto:kaldinhas@sapo.pt)
De Cobarde a 27 de Dezembro de 2005 às 12:53
Que mistura de sentimentos poeta...É como dizes a isso se chama Amor ;)...Essa inspiração não para...beijinho até logo **** oteudocoelhar
(http://oteudoceolhar.blogs.sapo.pt)
(mailto:joanstar@sapo.pt)
De Cobarde a 27 de Dezembro de 2005 às 12:33
Ler a tua poesia, olhar essa bela imagem, e ouvir Carlos do Carmo... "Meu amor, meu amor eu não tenho a certeza.. Meu amor nunca é tarde nem cedo, para quem se quer tanto!" O Amor renova-se para além da paixão! BEIJO, Paulo!Maria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:mantosilva@sapo.pt)
De Cobarde a 27 de Dezembro de 2005 às 11:30
Acho que nada morre; tudo se transforma e já diz o poeta :
A PEDRA (a.d.)


>>>O distraído nela tropeçou...
>>>O bruto a usou como projectil.
>>>O empreendedor, usando-a, construiu.
>>>O camponês, cansado da lida, dela fez assento.
>>>Para meninos, foi brinquedo.
>>>Drummond a poetizou.
>>>David matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela
>>>escultura... E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra,
>>>mas no homem! Não existe "pedra" no seu caminho que você no possa
>>>aproveitá-la para o seu próprio crescimento.
Beijinhos e continuação de Boas FestasElsita
(http://utilidades.blogs.sapo.pt)
(mailto:Elsita05@sapo.pt)

Ah sim? Pois escreve aqui

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O GUARDA-CHUVA MÁGICO

. Noite II

. BOAS NOTÍCIAS

. Terra Soalheira - CONVITE...

. O MEU ADEUS A ARMANDO SEV...

. EM LISBOA SOU FELIZ!!!

. Aprendendo com a Vida

. Manhã de Outono

. Alegria

. OBRIGADO A QUEM?

.arquivos

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

.Os Meus Queridos Amigos

blogs SAPO

.subscrever feeds