Quinta-feira, 30 de Junho de 2005

Cheira a Férias!


cheiraaf.jpg


Cheira a Férias


 


Já estamos em pleno Verão


Cheira a Férias cheira a mar


Cheira que vamos todos passear


E descansar nesta estação


 


Passeios de mão dada pela praia


Banhos em ondas de branca espuma


Sestas com mantas na caruma


Já a isso cheira e já se ensaia


 


Sardinhas assadas e bom melão


Vinho fresco depois a acompanhar


E nascem mil vontades de amar


 


Num maior e mais quente coração!


Já cheira a isso, dás-me razão?


Então prepara-te para ir gozar!



 
publicado por Paulo César às 09:54
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (2) | favorito
|
Quarta-feira, 29 de Junho de 2005

São Pedro

saopedro1.jpg


São Pedro


 


Santo Padroeiro da Ribeira Brava


E de tantas terras por este Portugal


Mas que ninguém me leve a mal


Mas era dessa terra que me lembrava


 


Santo que guarda as portas da Luz


E que no entanto foi tão mortal


E humano a todos nós tão igual


Quando apavorado negou Jesus


 


Santo,  pedra primeira e basilar


De uma Igreja que não foi perfeita


Mas que hoje caminha já refeita


 


Com o caminho do bem a apontar


Da Paz, da vida e do certo amar


E que do meu íntimo é a eleita.




 
publicado por Paulo César às 09:38
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (3) | favorito
|
Terça-feira, 28 de Junho de 2005

O Amor


oamor.jpg


O Amor


 


Este querer estar sempre acompanhado


Esta ausência que nos parece interminável


Este prazer que muito dói e é inefável


Este viver com alguém lado a lado


 


Este vagão de comboio desgovernado


Que desliza lento em mil paisagens


Onde só se viaja com as passagens


Que com a entrega se tiver comprado


 


Este planador ao sabor da corrente


De ar que se torna ora frio ora quente


E nos faz subir e descer pela vida


 


Esta pessoa que nos é tão querida


Esta vida tão curta para ser vivida


E aquele passado sempre presente!



 
publicado por Paulo César às 10:29
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (2) | favorito
|
Segunda-feira, 27 de Junho de 2005

TU

tu2.jpg

TU


 


Derrama carinho e amor o teu olhar


Sobre os meus olhos que te procuram


E logo pela tua ternura se curam


Como quando miro um calmo mar


 


Transborda de sentimento a tua mão


Que levemente me passas na cara


De toda a canseira bruta me sara


Como se cessasse a lava num vulcão


 


Sacia o meu anseio a tua boca


Quando dizes em voz suave e rouca


Que tens por mim um grande amor


 


Como se nadasse em rio pelo calor


Num  Verão tropical cheio de ardor


É esta sensação e sempre pouca!



 
publicado por Paulo César às 12:58
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (4) | favorito
|
Domingo, 26 de Junho de 2005

Doce Pacto

pacto.JPG


Doce Pacto


 


Profundo o pacto por nós estabelecido


De uma eterna amizade inabalável


Um amor maduro, adulto e estável


Como nunca entre nós houvera acontecido


 


Pacto selado por nossos fluidos em promessas


Num abraço suado de contínua dança


De uma música que mais ninguém alcança


E que nos embala os corpos sem pressas


 


Pacto que escorre agora nas nossas veias


No sangue que nos sustenta tão activos


E nesse novo e doce compromisso cativos


 


Pacto de néctares de muito raras colmeias


Que nos deliciam assim aos dois e a meias


Que durará todo o tempo que formos vivos.


 

publicado por Paulo César às 22:27
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (2) | favorito
|
Sábado, 25 de Junho de 2005

Verão II

veraoII.JPG


Verão II


 


Tempo de Verão e colheita
trigo loiro fruta madura
que a paisagem enfeita
e na memória perdura

tempo de apurar na videira
o vinho que há-de vir
e que tudo aligeira
até o incerto porvir

Verão de sol areia e mar
sardinha assada e melão
tempo de esvoaçar

e de descansar o coração
no sempre fresco olhar
da musa de eleição
publicado por Paulo César às 22:58
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Junho de 2005

À Janela


luar2.jpg


(imagem recolhida na internet)


Na Janela


 


Debruço-me na janela e namoro a lua


Que espreita cheia no meio do céu


Tendo nuvens a cobri-la como véu


Banhando de luz branca toda a rua


 


E a brisa no meu tronco acalorado


Vem de frescura me acariciar


E bêbado por ela e pelo luar


Fico-me por ali extasiado


 


Depois a custo fecho a cortina


À minha espera uma menina


Que chega a hora de ir dormir


 


Estatura baixa cintura fina


O livro do amor eterno que ensina


Com modos e palavras a  sorrir



 
publicado por Paulo César às 15:28
link do post | Ora diz Lá de tua Justiça | O que já disseram (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O GUARDA-CHUVA MÁGICO

. Noite II

. BOAS NOTÍCIAS

. Terra Soalheira - CONVITE...

. O MEU ADEUS A ARMANDO SEV...

. EM LISBOA SOU FELIZ!!!

. Aprendendo com a Vida

. Manhã de Outono

. Alegria

. OBRIGADO A QUEM?

.arquivos

. Maio 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Setembro 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

.tags

. todas as tags

.Os Meus Queridos Amigos

blogs SAPO

.subscrever feeds